Bypass Gástrico

BYPASS GÁSTRICO

Cirurgia de Obesidade

Conhecida também como Bypass Gástrico  em ‘Y’ de Roux (BGYR).

É o procedimento mais realizado no Brasil e o segundo procedimento mais realizado nos EUA.

Associa a redução do reservatório gástrico à diminuição não tão acentuada da capacidade do intestino absorver o alimento, causa restrição gástrica + redução da absorção intestinal.

Ao reduzir o estômago e modificar o intestino, além de comer menos, se modificam vários hormônios intestinais chamados (Incretinas) que vão auxiliar o metabolismo. No estômago a  Grelina é reduzida (causando diminuição do apetite), o alimento chegando mais  rapidamente ao intestino delgado (íleo), libera outras incretinas (GLP1- Glucagon Like Peptide 1 e PYY- Peptide YY, entre outros) que promovem saciedade, diminuem o movimento intestinal e estimulam o pâncreas a produzir mais Insulina.

É um procedimento eficiente mesmo que o paciente não tenha perfeita aderência a dieta, pois se comer alimentos muito ricos em gorduras e açúcares, esses não serão absorvidos completamente, porém o exagero deste tipo de alimento poderá causar alguma alteração intestinal e flatulência.

Alimentos muito calóricos podem causar também o Dumping (intolerância a alimento muito calórico e concentrado), ou a Hipoglicemia Reacional (queda da glicose no sangue devido ao estimulo excessivo na ingesta calórica), distúrbios geralmente controlados com adequada orientação nutricional.

No Bypass Gástrico recomendamos reposição vitamínica preventiva para TODOS os pacientes e controle periódico, principalmente do Ferro, Vitaminas do Complexo B, entre outras.

Algumas vantagens desde procedimento é o controle da Doença do Refluxo Gastroesofágico, a famosa “AZIA’;  o potente efeito sobre o Diabetes 2, Síndrome Metabólica, Hipertensão Arterial, Apneia do Sono, entre outros; e a possibilidade de se tratar de uma cirurgia reversível.

Em todos os procedimentos, o paciente precisa colaborar e fazer mudanças de estilo de vida, tanto na alimentação quanto na atividade de física.

Após mais de 20 anos operando sabemos que cerca de 20% dos pacientes voltam a ganhar peso de forma preocupante, e o fator mais importante no controle de peso a longo prazo é a mudança de hábitos. A cirurgia deve ser o inicio de uma grande transformação que precisa se manter para SEMPRE, a Obesidade é doença crônica e o tratamento e vigilância são por toda vida.

O percentual de peso perdido chega a ser de 30-40% do peso original conforme o caso.

O tempo de realização deste procedimento é em geral de 70 minutos.

1
Olá como podemos ajudar?
Powered by